O Município de Cantanhede quer “criar secções de desporto adaptado, aumentar o número de praticantes em competições nacionais e em competições internacionais e atingir os 60% do universo das secções federadas das associações desportivas de Cantanhede”.

Segundo um comunicado da autarquia, Cantanhede pretende ainda “reforçar a formação profissional dos treinadores e ter 55% das instituições com mais de 100 praticantes”.

A Câmara Municipal vai apoiar as associações desportivas do concelho com um montante de 120 mil euros.

A primeira tranche de apoio, no valor de cerca de 78.785 euros já foi entregue a 25 associações.

Apenas as associações que têm uma comparticipação financeira até mil euros receberam já a totalidade do valor.

De acordo com o Regulamento de Apoio às Associações Desportivas (RAAD), a segunda tranche, no valor de 41.213 euros, vai ser entregue em setembro.

A presidente da Câmara de Cantanhede, Helena Teodósio, deu nota de que, apesar da pandemia provocada pela covid-19, que afetou a realização de eventos desportivos, o município “teve o cuidado de manter a verba global que já disponibilizara às associações em 2021”.

“O movimento associativo deixou de contar com outras receitas devido à pandemia, situação que deu origem a uma crise desportiva, conduziu a prejuízos muito consideráveis e estava a ameaçar a sua sustentabilidade”, notou a autarca, citada na nota de imprensa.

Helena Teodósio referiu que com o retomar das competições e outros eventos “abre-se um novo ciclo, que se quer ainda mais dinâmico”.

Os resultados obtidos pelas associações desportivas deixam “todos muito satisfeitos”, e permitem que o Município de Cantanhede “seja reconhecido nacional e internacionalmente”, sublinhou.

O vereador do Desporto, Adérito Machado, felicitou as associações pelo trabalho que estão a desenvolver, deixando um apelo à conjugação de esforços.

“O Desporto é tão importante num município como a economia e a cultura. Por isso, temos que trabalhar em conjunto, funcionar como uma equipa”, referiu, adiantando que dois dos objetivos da autarquia passam por “aumentar o número de modalidades praticadas” e, a partir de 2023, “acolher, todos os meses, um evento de âmbito regional ou nacional”, concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.