O Tribunal de instrução criminal do Porto pronunciou, para julgamento, os três arguidos que estavam acusados no caso ‘Cashball,’ por corrupção desportiva, avança a CNN Portugal.

Vão assim a julgamento os empresários João Gonçalves e Paulo Silva, assim como Gonçalo Rodrigues, ex-funcionário do Sporting.

O juiz considera fortemente indiciado que levaram a cabo um esquema de corrupção para beneficiar o Sporting no campeonato de andebol.

Recorde-se que o Sporting não chegou a ser pronunciado na acusação. André Geraldes, ex-diretor-geral dos leões, também foi ilibado das acusações de corrupção, em novembro de 2020.

De recordar que foi o próprio Paulo Silva quem, em 2018, fez queixa no Ministério Público, alegando que tinha sido mandatado por André Geraldes para corromper árbitros de andebol e futebolistas com o objetivo de beneficiar o Sporting.

No que toca ao futebol, o Sporting teria abordado o jogador Leandro Freire, do Desportivo de Chaves, por intermédio de Paulo Silva, para beneficiar os leões em dois jogos, mas não ficou provado a ligação entre o empresário e responsáveis do emblema leonino.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.