O português Pedro Branco, presidente da Comissão Médica da associação europeia de atletismo, dirigiu hoje a primeira reunião do grupo de trabalho daquele organismo sobre o surto de covid-19.

Segundo explica aquele organismo em comunicado, o objetivo do grupo é “avaliar o impacto da doença em eventos de atletismo na Europa e providenciar conselhos a atletas, organizadores e outros ‘stakeholders’”.

Pedro Branco, que antes de assumir funções na associação europeia trabalhou na Federação Portuguesa de Atletismo, liderou hoje a primeira reunião, que ocorreu por videoconferência e abrangeu os próximos eventos na Europa.

Nomeado pelo presidente da associação, Svein Arne Hansen, o grupo deve providenciar relatórios frequentes ao Comité Executivo, para que este possa tomar decisões.

A primeira reunião terminou com a recomendação de Pedro Branco de que as preparações continuem “de forma normal a menos que tenham sido oficialmente instados a proceder de outra forma”.

O surto de Covid-19, que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou mais de 3.100 mortos e infetou mais de 90.300 pessoas em cerca de 70 países e territórios, incluindo duas em Portugal.

Das pessoas infetadas, cerca de 48 mil recuperaram, segundo autoridades de saúde de vários países.

Além de 2.943 mortos na China, onde o surto foi detetado em dezembro, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Hong Kong, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos da América, San Marino e Filipinas.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional de risco “muito elevado”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.