A generalidade do território nacional inicia hoje a terceira fase do plano de desconfinamento, que traz novidades no que ao plano desportivo diz respeito.

A terceira fase prevê o regresso das modalidades desportivas de médio risco e a permissão da realização de atividade física ao ar livre com grupos até seis pessoas.  Os ginásios permanecem sem aulas de grupo.

As modalidades de médio risco incluem andebol, basquetebol, futebol, futsal, futebol de praia, voleibol, aquatlon, hóquei subaquático, râguebi subaquático, hóquei em patins e hóquei em linha, assim como o râguebi em cadeira de rodas, que completará o leque de desportos para pessoas com deficiência.

Também os treinos do desporto de formação, nesta gradação de risco, poderão voltar, na sequência do que já tinha confirmado, ainda em março, o secretário de Estado do Desporto e da Juventude, João Paulo Rebelo, cuja retoma da competição está prevista para a quarta fase de desconfinamento, a partir de 03 de Maio.

A última fase do plano, marcada para 3 de maio, prevê o regresso de todas as modalidades desportivas e da atividade física ao ar livre sem número máximo de pessoas.

Segundo determinação da Direção-Geral da Saúde (DGS), o regresso às atividades desportivas nestes escalões tem imposição obrigatória de um teste à covid-19 antes da retoma, definindo ainda as categorias de risco, pelo tipo de modalidade ou pela situação epidemiológica a nível regional e local.

Estas reaberturas aplicam-se à generalidade do país, exceto em seis concelhos (Alandroal, Albufeira, Carregal do Sal, Figueira da Foz, Marinha Grande e Penela), que se vão manter com as regras que vigoraram nos últimos 15 dias, e quatro (Moura, Odemira, Portimão e Rio Maior), que vão recuar para as restrições mais “apertadas” da primeira fase de desconfinamento.

Já os adeptos continuam de fora dos estádios, com António Costa a colocar o regresso apenas na próxima época.

"É evidente que antes da próxima época, seguramente não haverá adeptos nos estádios. É uma questão que está resolvida e clara", disse, depois do Conselho de Ministros que anunciou os concelhos que seguem para a próxima fase do desconfinamento.

De recordar que a terceira fase do plano de desconfinamento prevê a realização de eventos ao ar livre com diminuição de lotação (cinco pessoas por 100 metros quadrados.

A quarta fase, marcada para 3 de maio, prevê o regresso dos grandes eventos exteriores e de eventos interiores com diminuição de lotação.

Em 01 de abril, o primeiro-ministro já tinha descartado adeptos quer no Grande Prémio de Moto GP, em Portimão, de sexta-feira a domingo, e no regresso da Fórmula 1 ao mesmo local, daqui a duas semanas.

*Artigo corrigido às 11h47 de 20 de abril de 2021.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.