Três anos depois, voltou a tão esperada Gala das Quinas de Ouro 2022. Na noite desta terça-feira teve lugar na Cidade do Futebol a cerimónia que procura premiar as principais figuras que se destacaram no desporto nacional na temporada 2021/22.

Como já era de esperar, e depois de uma passadeira de estrelas das mais diversas modalidades acompanhadas de perto pelo SAPO Desporto, eis que o início da gala teve como destaque a Seleção de Futsal, recentemente vencedora da Finalíssima frente à Espanha. Ouvia-se assim o grito dos campeões - que mais tarde levariam a taça ao palco para voltar a levantar diante os portugueses.

A conduzir os destinos do evento estavam Hélder Postiga - sim, leu bem - a jornalista Andreia Sofia Matos e Vasco Palmeirim.

Depois da primeira grande homenagem surgiu o primeiro grande prémio e com uma revelação à mistura. Ronaldo recebeu o galardão de melhor marcador de sempre da história das seleções, dirigiu-se ao palco e deixou uma promessa: "O meu caminho na seleção não acabou. Vou estar no Mundial e quero estar no Europeu. Vou assumir já", atirou.

Esta foi também uma cerimónia de recordações. Nomes que nos deixaram recentemente como Rui Jordão, Reinaldo Teles e Vítor Oliveira não foram esquecidos. Em alguns vídeos da história da seleção, também se recordou Eusébio e Chalana.

O passado e o futuro também se cruzaram. Carlos Manuel (em representação do Europeu de 1984), Pauleta (em representação do Euro 2004) e Quaresma (em representação do Euro 2016) recordaram algumas páginas da Equipa das Quinas. Em tributo ao presente, tiveram no palco Fernando Gomes e o selecionador Fernando Santos, com um abraço de confiança para o que aí vem. Ainda de destacar a menção do engenheiro do euro a Jorge Braz, o timoneiro das conquistas no Futsal.

Foi assim que, posteriormente, os convocados para a Seleção Nacional subiram ao palco. Foi o próprio Hélder Postiga que entrevistou Pepe, Bernardo Silva e Bruno Fernandes, sempre num ambiente descontraído. Nas intervenções dos jogadores, destaque para o grito numa só voz e que serve de mote para o que falta da Liga das Nações e para o Mundial do Qatar: "Força Portugal!", ouviu-se.

Do futebol masculino, seguiu-se o tributo ao futebol feminino com a referência ao selecionador Francisco Neto.

Galardão mesmo foi entregue à seleção feminina de futsal universitário, uma prova de que o êxito no desporto não está apenas entre os mais prestigiados que estão debaixo da esfera mediática.

Zicky Té, João Matos e Ana Azevedo também foram premiados no futsal com Ricardinho - já aposentado - a receber o galardão de melhor jogador do mundial. “Dar um passo ao lado para os mais jovens darem um passo à frente. Foi o passo certo”, atirou o antigo internacional português.

O Futebol de praia também foi distinguido, pelo tricampeonato na Liga Europeia e não se deixou de dar atenção ao eFootball. Diogo Jota - conhecido pela sua aptidão em videojogos de futebol - entregou o galardão aos campeões europeus.

Daqui, o destaque seguiu para a juventude com a referência à vitória do Benfica na Youth League e na Taça Intercontinental de Sub-20.

Já a caminho do final, foram distinguidos os grandes vencedores da temporada 2021/22 com destaque para o FC Porto (I Liga), Rio Ave (II Liga), Torreense (Liga 3) e Benfica (Liga de Futebol Feminino).

O futebol solidário também fez parte das Quinas de Ouro e foi aqui que entrou o União de Leiria, o Estoril e o SC Braga com a iniciativa "Cada clube, uma família".

No universo dos treinadores, Abel Ferreira e Leonardo Jardim (que não puderam estar presentes) ao qual se junta José Mourinho, foram vencedores  dos prémios de treinadores do ano.

A cerimónia não encerrou sem mais um momento de boa disposição e de tributo às cores portuguesas. Vasco Palmeirim recebeu uma camisola da seleção com o número 3 e tudo terminou como começou... com a seleção de futsal.

Recorde todas as distinções:

100 anos de existência - Seleção Nacional

Maior goleador de Seleções - Cristiano Ronaldo

Ovação pelos 40 anos de existência - Seleção Nacional Feminina

Feito inédito - Bicampeões europeus, campeões mundiais e vencedores da Finalíssima intercontinental - Seleção Nacional de Futsal

Campeãs Mundiais  - Seleção Nacional de Futsal Universitário Feminino

Melhor Jogador do Europeu (Seleção Nacional de Futsal) - Zicky Té

Melhor jogador do Mundial (Seleção Nacional de Futsal) - Ricardinho

Melhor Jogadora do Europeu (Seleção de Futsal Feminina) - Ana Azevedo

Tricampeões da Europa (Futebol de Praia) - Madjer e Mário Narciso

Distinção Youth League - SL Benfica Sub-19 e Sub-20

Distinção época 2021/2022 (Futebol de Praia) - SC Braga

Distinção época 2021/2022 (Futebol de Praia Feminino) - AD Pastéis

Distinção época 2021/2022 (Futsal) - Sporting CP

Distinção época 2021/2022 (Futsal Feminino) - SL Benfica

Distinção época 2021/2022 (Liga 3) - SC União Torreense

Distinção época 2021/2022 (Liga 2) - Rio Ave

Distinção época 2021/2022  (Futebol) -  FC Porto

Distinção época 2021/2022 (Futebol Feminino) - SL Benfica

Distinção Plano de Apoio à integração dos refugiados ucranianos - "Cada Clube, Uma Família"

Distinção (Treinadores) - Abel Ferreira, José Mourinho, Leonardo Jardim

Campeões da Europa (eFootball) - Seleção Nacional eFootball

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.