No Dia do Beijo, o SAPO Desporto recorda-lhe alguns beijos que marcaram a história do desporto.

Comecemos por um dos mais famosos e que deu muito que falar em Portugal. Em maio de 2014, no meio dos festejos do Sevilha pela conquista da Liga Europa frente ao Benfica, o português Daniel Carriço deu um beijo na boca de Rakitic. Para o croata, a culpa foi do português.

Na final do Mundial de 2010 na África do Sul, ganha pela Espanha, o guarda-redes espanhol Iker Casillas não aguentou as emoções pela vitória e beijou a jornalista Sara Carbonero, quando esta o entrevistava depois da partida. Sara Carbonero era então jornalista da Tele 5 e namorada do antigo guarda-redes do FC Porto.

Mas Casillas não foi o único a beijar uma repórter em direto. Em março de 2019, o pugilista búlgaro Kubrat Pulev foi questionado pela jornalista Jenny Sushe sobre um possível confronto com o norte-americano Tyson Fury. Depois da resposta, Pulev surpreendeu a repórter com um beijo. "Jesus Cristo", retorquiu a jornalista, ainda atordoada com o ato intempestivo do lutador.

Um dos beijos mais insólitos aconteceu com o brasileiro Wanderson Farias em setembro de 2019: o jogador do Ludogorets marcou um golo frente ao Slavia Sofia, para a liga da Bulgária, e correu para a bancada, ficando à espera que a namorada descesse para o beijar após um momento de glória. Entretanto, o golo foi anulado, o jogo prosseguiu… e Wanderson lá continuava à espera do beijo da namorada, sem se aperceber do que se passava em campo.

No entanto, o beijo mais célebre do futebol mundial continua a pertencer a Diego Maradona e Claudio Caniggia. Em abril de 1996, Caniggia marcou o golo da vitória do Boca Juniors sobre o Lánus e festejou com Maradona, num beijo que fez correr muita tinta. Os argentinos voltariam a beijar-se três meses depois, na Bombonera, quando o Boca bateu o rival River Plate por 4-1. O momento ficou eternizado como o 'Beijo da Alma'.

Há, portanto, beijos para todos os gostos. Recorde outros momentos semelhantes que marcaram o desporto na galeria associada a este artigo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.