Faz hoje 19 anos, a 25 de janeiro de 2004, que Portugal assistiu a um dos momentos mais difíceis e marcantes do futebol nacional quando Miklos Fehér caiu inanimado no relvado do D. Afonso Henriques. O avançado húngaro de 24 anos sofreu uma cardiomiopatia e, apesar da ajuda médica, o então jogador do Benfica não resistiu e acabou por morrer.

Nos minutos finais do encontro, depois de sorrir ao árbitro Olegário Benquerença, que lhe mostrara um amarelo, Fehér debruçou-se sobre si próprio e caiu fulminado no relvado, para desespero de todos à sua volta, que logo pressentiram o pior.

O jogo entre os ‘encarnados’ e o Vitória SC estava a ser transmitido em direto com milhares de pessoas a assistirem à ‘queda’ de Fehér enquanto os colegas de equipa choravam copiosamente no relvado. José António Camacho era treinador e mesmo ele não conseguia conter as lágrimas.

No momento todos perceberam a gravidade da situação, com colegas e adversários em pânico enquanto as equipas médicas tentavam a reanimação, mas Fehér viria a ser declarado morto às 23:10 do mesmo dia, já no hospital.

Recorde a homenagem em 2017 aquando do jogo entre Portugal e Hungria:

O último sorriso

A autópsia realizada a Fehér acabou por revelar-se inconclusiva, mas os exames complementares, resultantes do processo-crime aberto e, depois, arquivado, indicaram que o futebolista sofria de uma malformação cardíaca, nunca antes detetada.

Toda a situação deixou marcas no clube da Luz, que desde então promoveu iniciativas para homenagear o seu jogador.

O número “29” foi retirado do plantel – nenhum outro futebolista o poderá vestir -, nesse mesmo ano o Benfica dedicou a Fehér o triunfo na Taça de Portugal (2-1 com o FC Porto de José Mourinho) e colocou um busto do jogador no átrio da porta 18 do Estádio.

A par disto, o Benfica instituiu o prémio Miklos Fehér, que todos os anos distingue professores e alunos que se notabilizem em diversas áreas na antiga escola do jogador, em Gyor, na Hungria, e que os traz anualmente a Lisboa.

Numa data que ficou eternizada no universo encarnado, o Benfica deixou uma mensagem de recordação nas suas redes sociais:

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.