Os portugueses apostaram 3.937,3 milhões de euros nos primeiros nove meses deste ano, mais 63,1% do que nos primeiros nove meses de 2019. Os dados foram divulgados esta quarta-feira pelo Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos (SRIJ). Em média, foram apostados 598,7 mil euros por hora. O SRIJ registou ainda um aumento de 25 por cento de registo de novos jogadores, num sector que tem atraído cada vez mais os jovens.

A maior fatia veio dos jogos de fortuna e azar, com 3.474,6 milhões de euros apostados, o que representa uma subida de 68,9%. Estes dados podem ser explicados pelo encerramento temporário dos casinos e salas de jogo por causa da pandemia de COVID-19 em Portugal.

Os operadores de apostas tiveram um aumento de 48,7% na receita bruta (abate os montantes distribuídos em prémios ao total das apostas), para os 223,1 milhões de euros. Os jogos de fortuna e azar online tiveram receitas de 125,4 milhões de euros, superando já 108,3 milhões arrecadados em todo o ano de 2019.

O futebol continua a dominar as apostas desportivas em Portugal, seguido de ténis, basquetebol e voleibol.

O FC Porto e o Benfica foram os clubes que contabilizaram o maior número de apostas em Portugal, a seguir ao Barcelona, Manchester City e Tottenham, três emblemas estrangeiros.

O Sporting-FC Porto, do dia 17 de novembro, foi o evento com mais apostas, seguido do Boavista-Benfica, do Rio Ave-Benfica, e do Benfica-SC Braga. Estes jogos foram realizados após a suspensão da Primeira Liga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.