A tocha olímpica iniciará o seu percurso no Japão em 26 de março em Fukushima, cidade afetada por um tsunami e consequente desastre nuclear após o tremor de terra em 11 de março de 2011, informou a organização.

Caberá à equipa japonesa de futebol feminino, campeã mundial no ano do acidente, iniciar o transporte da tocha a partir do centro de treino, local que abrigou os trabalhadores durante o processo de limpeza durante a crise nuclear.

A tocha atravessará 47 prefeituras do Japão, num percurso que durará 121 dias e que passará por locais como o monte Fuji ou o Parque Memorial da Paz em Hiroshima, dedicado às vítimas do primeiro bombardeamento atómico, em 1945.

Os organizadores querem aproveitar os Jogos Olímpicos de Tóquio2020 para trazerem a público a recuperação de Fukushima, atingida em 2011 pelo ‘triplo desastre’ (terramoto, tsunami e acidente nuclear) que provocou cerca de 18.000 mortos e desaparecidos.

Como é tradição, a cerimónia para acender a tocha acontecerá no templo, em Olímpia, sede dos Jogos da antiguidade na Grécia, em 12 de março.

A passagem pela Grécia durará oito dias, antes de ser entrega em 19 de março em Atenas à organização de Tóquio2020.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.