A seleção feminina de sub-16 de São Tomé e Príncipe voltou a sofrer uma pesada derrota, agora frente a Moçambique. As santomenses, que saíram derrotadas na jornada inaugural com Portugal por 147-8, sofreram uma intensa pressão das moçambicanas e voltaram a perder, agora por 104-8.

Moçambique entrou a pressionar forte, na saída de bola das santomenses, e com um jogo muito agressivo, foram avolumando o resultado, apesar das inúmeras falhas na concretização.

Com forte apoio dos moçambicanos nas bancadas do Pavilhão Municipal de Mafra, a seleção comandada por Lucília Caetano chegou ao intervalo a ganhar por 49-4, tendo vencido os primeiros períodos por 22-2 e 27-2.

No segundo tempo, Moçambique continuou a acelerar, sabendo que teria de fazer muitos pontos para poder discutir as medalhas de prata e bronze com Angola e Brasil. A formação de São Tomé e Príncipe sentia inúmeras dificuldades para chegar ao meio-campo das moçambicanas, fruto da intensa pressão que estas faziam sobre a saída de bola das adversárias e da agressividade que colocavam na conquista da bola.

Apesar da melhor qualidade das adversárias, era a formação santomense quem arrancava palmas das bancadas do pavilhão, nos raros momentos em que conseguiu marcar pontos. O público bem tentava incentivar as jovens santomenses mas Moçambique, apoiado também pelos atletas das outras modalidades, nunca tirou o pé do acelerador. No terceiro período, São Tomé não fez qualquer ponto.

O resultado final espelha bem a diferença de potencial das duas formações. Clitan Souza, de Moçambique, foi a melhor em campo, com 19 pontos e 14 ressaltos. Mas a melhor marcadora foi mesmo Neyde Ocuane, com 20 pontos.

Esta segunda-feira disputa-se apenas um encontro, entre Brasil e Angola.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.