As embarcações de ‘quadri scull’ dos Países Baixos (masculinos) e da China (femininos) estabeleceram hoje dois novos recordes mundiais de remo na final da prova dos 2.000 metros de Tóquio2020.

A embarcação holandesa assumiu a liderança a meio da prova e foi a primeira a cortar a linha de chegada, com 5.32,03 minutos, batendo o anterior máximo da Ucrânia (5.32,26), e conquistando o ouro, à frente da Grã-Bretanha (prata) e Austrália (bronze).

O ‘quadri scull’ feminino da China chegou à vitória na final e ao ouro com o tempo de 6.05,13 minutos, quebrando o recorde mundial que se encontrava há sete anos na posse da Alemanha (6.06,84), impondo-se à Polónia (prata) e à Austrália (bronze).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto