O Comité Olímpico Internacional (COI) informou hoje que foram detetados 72 casos de covid-19 relacionados com os Jogos Olímpicos de Inverno Pequim2022 nos testes feitos antes do arranque da competição.

Segundo o organismo, foram realizados 2.586 testes até ao momento no aeroporto da capital chinesa a viajantes acreditados para os Jogos de Inverno, nos quais foram detetados 39 casos de infeção.

Já na 'bolha' estabelecida em torno do evento, os 336.421 testes efetuados revelaram 33 positivos.

“Todos os positivos foram isolados e os seus contactos foram localizados”, indicou o COI no comunicado.

Os Jogos, agendados entre 04 e 20 de fevereiro, vão ser realizados de acordo com a estratégia ‘zero covid’ da China e sob ameaça da variante altamente contagiosa Ómicron.

Por ocasião do evento, que se realiza na capital chinesa, participantes, atletas, voluntários, cozinheiros, motoristas e jornalistas vão ser mantidos num ‘circuito fechado’, para evitar qualquer contacto com a população local.

Esta ‘bolha sanitária’ foi criada no início de janeiro e visa isolar os participantes do mundo exterior nas deslocações a pé, de carro ou de comboio. É ainda exigida uma quarentena de 21 dias após a chegada a Pequim para quem não estiver vacinado.

O sistema entrou em funcionamento hoje e terminará no final dos Jogos Paralímpicos de Inverno (de 04 a 13 de março).

A covid-19 provocou pelo menos 5,57 milhões de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.