A medalha de prata que os canoístas Emanuel Silva e Fernando Pimenta, do Clube Náutico de Ponte de Lima, valeu uma receção digna de campeões no aeroporto da cidade do Porto à chegada da capital inglesa.
Os dois atletas portugueses surgiram na porta de desembarque por volta das 20 horas desta segunda-feira para, orgulhosos, mostrarem as suas medalhas de prata.
Os elementos das famílias de Emanuel Silva e Fernando Pimenta foram os primeiros a serem abraçados, com os cartazes e cânticos de apoio como cenário de fundo.
«Esta medalha também é dos portugueses. É uma sensação de dever cumprido. Melhor seria de ouro, mas a prata é sempre bem vinda. Fomos para os Jogos Olímpicos para ganhar uma medalha. Muita gente não sabia disso. Agora é desfrutar do momento», disse Emanuel Silva, o mais experiente da dupla.
Em dia de 23.º aniversário, Fernando Pimenta quase não encontrou palavras para descrever o carinho que sentiu no aeroporto.
«É sem dúvida fantástico. Já sabia que o povo de Ponte de Lima era bastante unido. Os portugueses também começam a unir-se mais nas modalidades e espero que a partir de agora apoiem mais o desporto sem ser o futebol. Só com mais visibilidade dos media é que vamos conseguir mais apoios», disse o jovem canoísta.
Quanto ao futuro, Pimenta quer participar em «mais duas ou três olimpíadas para trazer mais medalhas para Portugal.
A 08 de agosto, Fernando Pimenta e Emanuel Silva alcançaram a prata na prova de K2 1000 metros, disputada no lago Eton, com o tempo de 3m09s699, ficando muito perto do ouro, arrecadado pela dupla húngara Rudolf Dombi e Roland Kokeny (3m09s646).
Agora, a dupla medalha terá duas semanas de férias e depois regressam ao trabalho, com os Jogos Olímpicos de Rio de Janeiro, em 2016, no horizonte.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.