O nadador português David Grachat ficou hoje a um lugar da final dos 100 metros livres S9 dos Jogos Paralímpicos Rio2016, apesar de ter conseguido a sua segunda melhor marca de sempre e a melhor desde 2008.

Grachat, que sexta-feira foi oitavo na final dos 400 metros livres S9, fez hoje 57,90 segundos na sua eliminatória, na qual nadou o sírio Ibrahim Al-Hussein, um dos atletas que integra a equipa de refugiados que compete nos Jogos Paralímpicos, que fez a marca de 1.20,98 minutos.

“Fiz o melhor tempo dos últimos oito anos e o segundo melhor de sempre. Foi um nono lugar, fica sempre aquele amargo, mas fiz o melhor que pude. Desde 2008 que não nadava abaixo dos 58 segundos, o meu recorde é 57,55”, disse o nadador português, que não tem a mão esquerda.

David Grachat, que ficou a apenas seis centésimos do japonês Takuro Hiamada – o último a garantir presença na final –, vai ainda nadar nos Jogos Rio2016 as eliminatórias dos 50 metros livres.

“Vai ser difícil, mas vou tentar ir à final. Quero dar o meu melhor”, afirmou o nadador do Gesloures.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.