A seleção cabo-verdiana de andebol apurou-se hoje pela segunda vez consecutiva para um Campeonato do Mundo, após vencer Angola por 24–23, em jogo dos quartos de final da Taça das Nações Africanas (CAN), que decorre no Egito.

Depois de na última edição ter conseguido um feito inédito, ao classificar-se na sétima posição logo na sua estreia na CAN, Cabo Verde precisava agora de ficar entre os cinco primeiros para voltar a estar entre os melhores do andebol mundial.

Nos quartos de final da 25.ª edição da Taça das Nações Africanas, a equipa treinada pelo sérvio Ljubomir Obradovic venceu Angola, com o guarda-redes cabo-verdiano Edmilson Gonçalves, que joga nos angolanos do 1.º de Agosto, a ser o herói da partida, ao defender um livre de sete metros na última jogada, evitando o empate do adversário e consequente prolongamento.

Com a vitória, Cabo Verde não só marcou presença nas meias-finais da CAN, em que vai defrontar Marrocos, como já tem ‘bilhete’ para o Mundial, que acontece em janeiro do próximo ano, na Polónia.

Cabo Verde chegou a esta fase da competição depois de conquistar o segundo lugar do grupo C, atrás da Tunísia, tendo vencido a Nigéria (35-29) e perdido com os tunisinos (24-30).

O Presidente da República, José Maria Neves, já parabenizou a seleção cabo-verdiana pelo feito.

“A nossa seleção de andebol levantou bem alto o nome de Cabo Verde. O meu reconhecimento pela ambição e pelo empenhamento. Estamos entre os melhores do mundo”, escreveu o chefe de Estado na sua conta pessoal no Facebook.

O Instituto do Desporto e da Juventude (IDJ), a Federação Cabo-verdiana de Andebol (FCA), o Comité Olímpico Cabo-verdiano (COC) e todo o universo desportivo cabo-verdiano já enalteceram o feito da seleção, que foi a primeira em modalidades coletivas a apurar-se para uma prova mundial.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.