O FC Porto venceu hoje o líder isolado do Grupo B da Liga dos Campeões de andebol, o Kielce, da Polónia, por 29-27, num jogo da 10.ª jornada disputado no Dragão Arena, no Porto.

O FC Porto continua, porém, no sétimo lugar do agrupamento, agora com sete pontos. Para passar à próxima fase, o conjunto ‘azul e branco’ terá de terminar entre as primeiras seis posições do grupo, restando-lhe ainda quatro jogos para alcançar esse objetivo.

O FC Porto entrou mal e aos 10 minutos tinha um golo marcado contra seis do Kielce, uma equipa que nesse período teve no central Igor Karacic e no guarda-redes Andreas Wolff as suas unidades mais em destaque.

Pedro Valdés simbolizou então o desacerto portista, tendo falhado dois remates consecutivos, e o guarda-redes Sebastian Frandsen também não ofereceu segurança na baliza e por esse motivo acabou substituído por Mitrevski.

Com 15 minutos jogados, o Kielce mantinha-se na frente do marcador (3-7), mas, a partir daí, o panorama começou a mudar e o FC Porto encurtou distâncias e depois saltou mesmo para a frente quando recuperou de 7-9 para 11-10, conseguindo assim a sua primeira vantagem.

A entrada de Pedro Cruz, que não falhou um livre de sete metros até ao intervalo, e a aposta no ‘7x6’, que permitiu aos campeões nacionais ganhar uma decisiva superioridade atacante, foram essenciais para o FC Porto travar a equipa polaca Kielce e ir para o intervalo empatado a 14 golos.

No reatamento, o FC Porto conseguiu um parcial de 4-0 e o Kielce continuou sem saber como lidar com o ‘7x6’ portista, cometeu alguns erros no processo ofensivo e, perante a coesão defensiva que o FC Porto também evidenciou, alguns dos seus jogadores começaram optaram por ações individuais.

O conjunto polaco tentou reagir e chegou a estar várias vezes a um só golo de distância do FC Porto, mas nunca conseguiu mais do que isso por culpa própria e do jogo seguro que os portistas fizeram hoje tanto no ataque como na defesa, em especial depois do primeiro quarto de hora.

Alex Dujshbaev insistiu nos lances individuais, mas sem grande êxito, e o FC Porto, com Rui Silva a organizar e Pedro Cruz, Fábio Magalhães e Leonel Fernandes a finalizar, segurou a vantagem e venceu este jogo por 29-27.

O FC Porto só volta a jogar no dia 16 de fevereiro de 2022, defrontando na Hungria o Telekom Veszprém.

Ficha de jogo

Jogo no Dragão Arena, no Porto

FC Porto – Kielce, 29-27.

Ao intervalo: 14-14.

Sob a arbitragem de Jesper Madsen e Henrik  Mortensen, da Dinamarca, as equipas alinharam e marcaram:

FC Porto (29):  Sebastian Frandsen, Miguel Alves (1), Djibril M’Bengue (1), Rui Silva (5), Victor Iturriza (3), Pedro Valdés (1) e Leonel Fernandes (5). Jogaram ainda: Pedro Cruz (7), Daymaro Salina (1),Sliskovic, Fábio Magalhães (5) e Nikola Mitrevski.

Treinador: Magnus Andersson.

Kielce (27): Andreas Wolff, Sigvaldi Gudjonsson (1), Branko Vujovic (1), Igor Karacic (2), Artsem Karalec (7), Uladzislau Kulesh (5)  e Dylan Nahi (1). Jogaram ainda: Sanchez-Migallon Naranjo (1), Tomasz Gebala (1),  Alex Dujshebaev (5), Michal Olejniczack, Szymon Sicko (1), Arkadiusz Moryto (2) e Mateusz Kornecki.

Treinador: Talant Dujshebaev.

Marcha do marcador: 1-3 (05 minutos), 1-5 (10), 3-7 (15), 7-10 (20), 11-10 (25), 14-14 (intervalo), 17-14 (35), 19-16 (40), 21-19 (45), 22-20 (50), 25-22 (55) e 29-27 (resultado final).

Assistência: 608 espetadores.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.