A Federação de Andebol de Portugal (FAP) indicou hoje o FC Porto como representante português na Liga dos Campeões de 2020/21, após o cancelamento do campeonato nacional devido à pandemia de covid-19.

Após um comunicado conjunto que dá conta do fim de todas as competições nacionais no andebol, basquetebol, hóquei em patins e voleibol, sem atribuição de títulos, uma nota da FPA esclarece desde já a escolha dos representantes lusos na Europa, baseada na classificação no momento em que a Liga foi suspensa.

Assim, o FC Porto estará em 2020/21 na Liga dos Campeões, após liderar o campeonato, onde poderá também ter a companhia do Sporting, que jogará nessa competição ou na Liga Europeia, na qual estarão Benfica e Belenenses.

No andebol feminino, o Colégio de Gaia estará na Liga Europeia ou na Taça Europeia, prova em que estarão o Madeira SAD e o Alavarium.

Igualmente suspensos de forma definitiva estão quaisquer provas de andebol de praia e andebol em cadeira de rodas, sendo que também nestas competições será utilizado "um critério desportivo resultante da classificação e resultados desportivos validamente produzidos à data da suspensão dos campeonatos" para nomear representantes em provas internacionais.

Apesar do fim dos campeonatos, sem lugar a atribuição de títulos de campeão, a FPA nota que incentiva "a reativação das competições e jogos - circunscritos a uma determinada região, ou distrito - desde que estejam reunidas condições de segurança e saúde pública", no período compreendido pelos meses de julho e agosto, entre o fim da época 2019/20 e o arranque da próxima.

No início da época de 2020/21, serão realizadas "competições de apuramento para as subidas de divisão em todos os níveis competitivos", num formato ainda a anunciar.

A federação anunciou ainda uma série de medidas que "entram de imediato em vigor" com vista a apoiar os clubes, da redução dos custos com inscrição e participação nos escalões de formação à redução do número de jogos em 2020/21, reduzindo os custos de organização e participação.

Outra das medidas é a atribuição de créditos aos clubes e o estabelecimento "de planos de pagamentos de médio prazo e eventual estabelecimento de moratórias parciais até ao mês de agosto de 2020".

Hoje anunciado, o cancelamento das provas deixa sem campeões ou descidas os campeonatos destas quatro modalidades de pavilhão, que tinham as provas suspensas desde 11 e 12 de março, seguindo o desfecho decidido para o futsal, em 08 de abril, pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

O Benfica liderava os campeonatos de voleibol e hóquei em patins, o FC Porto o de andebol e o Sporting o de basquetebol.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 217 mil mortos e infetou mais de 3,1 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Perto de 860 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 973 pessoas das 24.505 confirmadas como infetadas, e há 1.470 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.