A Noruega sagrou-se campeã mundial de andebol feminino, ao vencer a detentora do título olímpico França por 29-22, na final disputada em Granollers, em Espanha.

As norueguesas, que juntaram ao titulo mundial ao europeu, recuperaram de uma desvantagem de seis golos ao intervalo (10-16), para alcançarem um tranquilo triunfo por sete (29-22).

A seleção francesa tinha a possibilidade de fazer uma dobradinha internacional no espaço de quatro meses e meio, mas falhou igualar os feitos alcançados pela Dinamarca (1996) e pela Noruega (2008), que juntaram o ouro olímpico ao europeu.

Tudo estava bem encaminhado até ao início da segunda parte, em que a França dispôs mesmo de uma oportunidade para aumentar a vantagem para sete, mas vários erros permitiram a recuperação da Noruega.

Noruega e França dominam o cenário internacional desde 2016, com três títulos para cada uma das duas nações: Mundial2017, Euro2018 e Jogos2020 para a França e Euro2016, Euro2020 e Mundial2021 para a Noruega.

No jogo de atribuição do terceiro lugar, a Dinamarca venceu por 35-28 a anfitriã e vice-campeã mundial Espanha e conquistou a sua primeira medalha internacional desde o bronze no Mundial de 2013.

Eliminadas nas meias-finais pela França (23-22), as dinamarquesas, orientadas por Jesper Jensen, conseguiram mobilizar-se para conquistar o bronze, que perderam o ano passado em casa para a Croácia no Euro2020.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.