O antigo futebolista do FC Porto Iker Casillas deixou uma mensagem de estima pelo “eterno” Alfredo Quintana, andebolista dos ‘dragões’ que morreu hoje, na sequência de uma paragem cardiorrespiratória sofrida na segunda-feira, durante o treino da equipa portista.

“Eterno Quintana. Um forte abraço à família e amigos”, escreveu no Twitter o antigo guarda-redes internacional espanhol, de 39 anos, que em 2019 sofreu um enfarte agudo do miocárdio durante um treino do FC Porto, que o obrigou a ser submetido a um cateterismo de urgência e, meses depois, a encerrar a carreira.

O último jogo em que participou foi em 26 de abril de 2019, cinco dias antes do incidente ocorrido no centro de estágios dos ‘dragões’, em 01 de maio desse ano.

Alfredo Quintana morreu hoje, aos 32 anos, após sofrer uma paragem cardiorrespiratória na segunda-feira, durante o treino dos ‘azuis e brancos’, ao serviço dos quais conquistou seis campeonatos, uma Taça e duas Supertaças.

Quintana, que completava 33 anos em 20 de março, foi assistido de imediato, com apoio de uma viatura do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), tendo sido transportado para o Hospital de São João depois de estabilizado.

Nascido em Havana (Cuba), o guarda-redes, de 2,01 metros, ingressou no FC Porto em 2010, naturalizou-se português e tornou-se internacional em 2014, tornando-se numa referência da equipa das ‘quinas’, que representou em 67 jogos, tendo feito parte das seleções que conquistaram o sexto lugar no Europeu de 2020 e o 10.º no Mundial 2021, as melhores classificações lusas de sempre.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.