A seleção portuguesa de andebol, já apurada, fechou hoje a sua participação no apuramento para o Europeu de 2020 com um empate 28-28 na receção à Lituânia, em Matosinhos.

Portugal, que ao intervalo vencia por 16-13, cumpriu apenas calendário neste jogo da sexta jornada do grupo seis de apuramento diante da equipa báltica, que ainda tinha esperanças de apuramento como uma das melhores terceiras classificadas caso vencesse, falhando assim esse objetivo.

A seleção lusa já tinha alcançado na passada quinta-feira o apuramento para a fase final do Europeu, que se vai disputar entre 09 e 26 de janeiro de 2020 na Áustria, Noruega e Suécia, a qual contará com 24 seleções.

No final do jogo, Paulo Pereira, treinador de Portugal, mostrou-se satisfeito com o rendimento da equipa apesar do empate.

"A equipa deu tudo o que tinha para dar. Fiquei muito satisfeito pelo compromisso que os jogadores tiveram hoje. Desde o início da qualificação tivemos um compromisso fora do normal. Estou muito feliz", começou por dizer Paulo Pereira.

"Hoje na defesa não estivemos nada de especial, sobretudo na zona central, porque é muito difícil a estes jogadores, com o peso que têm, se não recuperarem bem dos esforços, apresentarem-se ao melhor nível", acrescentou o técnico.

"O primeiro objetivo é ficar entre os 12 melhores da Europa e, se o conseguirmos, o próximo é melhorar o sétimo lugar obtido na Croácia em 2000", frisou Paulo Pereira.

"A Lituânia é uma equipa dificílima e hoje ainda uma coisa em jogo, porque se conseguissem vencer hoje podiam ser apurados como um dos melhores terceiros classificados. Por isso, eles deram tudo o que podiam", afirmou o técnico sobre o adversário de Portugal de hoje.

"O Europeu, para nós, vai ser difícil e também diferente, porque há muitos anos que não temos tempo para trabalhar convenientemente e desta vez vamos ter três semanas para preparar a competição. Vamos ter um bom espaço de tempo para estabilizar melhor os conteúdos ofensivos e defensivos", garantiu o treinador sobre a preparação do Europeu.

"Os jogadores estão com muita vontade de fazer alguma coisa de muito interessante no Europeu. Vamos ver se as emoções não nos atraiçoam. A grande maioria destes atletas nunca participou em nenhum Europeu. Só o (pivô) Tiago Rocha e o Humberto Gomes é que já participaram", sentenciou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.