O Comité Olímpico Internacional (COI) reúne-se nesta sexta-feira em Lausanne com autoridades norte e sul-coreanas para discutir a criação de uma equipa unificada para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

A reunião tripartida inclui o presidente do COI, Thomas Bach, o ministro dos Desportos sul-coreano Do Jong-Hwan e seu colega norte-coreano Kim Il-Guk, também presidente do Comité Olímpico Nacional (CON). O presidente do CON sul-coreano, Lee Kee-Heung, também está presente.

O objetivo é estudar a possibilidade de criar equipas unificadas durante as fases de qualificação e durante as Olimpíadas de Tóquio.

Após reuniões bilaterais realizadas na quinta-feira, "observamos que ambos (os países) estavam muito interessados em ações conjuntas durante os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, com um desfile conjunto e equipas unificadas em diferentes desportos", disse Bach na abertura da reunião.

Bach também elogiou "a intenção" dos dois países de organizarem conjuntamente os Jogos Olímpicos de Verão de 2032. "Acreditamos que este é um grande símbolo do espírito olímpico e do poder unificador das Olimpíadas", acrescentou.

Na segunda-feira, a Coreia do Sul selecionou Seul como a cidade candidata para as Olimpíadas de 2032, que espera receber em conjunto com o Norte.

Após anos de tensões, as duas Coreias desfilaram sob uma única bandeira na cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang em 2018 e uma equipa coreana unificada participou nas provas de hóquei no gelo feminino.

Desde Pyeongchang, várias equipas unificadas seguiram os passos das jogadoras de hóquei no judo, basquetebol ou andebol.

Outros dsportos, como o hóquei em campo, planeiam apresentar equipeas coreanas unificadas, tanto nas eliminatórias quanto durante o torneio olímpico.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.