A Associação dos Jornalistas de Desporto (CNID) enviou uma declaração às federações das principais modalidades de pavilhão a solicitar que sejam evitadas as restrições à presença de jornalistas nos jogos, por causa da covid-19, revelou hoje a entidade.

"O CNID não pode aceitar que os clubes não percebam a importância da presença de jornalistas para a credibilização das próprias competições. Os jornalistas têm a formação adequada para perceberem como a pandemia obriga a novos cuidados nas suas interações profissionais, pelo que não podem ser impedidos de se apresentarem num local de competição, para lá das condições que a DGS impõe", destacou a CNID.

E acrescentou: "A pandemia impõe restrições e cuidados que todos devemos ter em conta, mas não obriga - não pode obrigar - a que não haja esse escrutínio mínimo e que se ponha em causa o valor da informação ao público, razão primeira da existência de competições, como é bem demonstrado hoje em dia".

Segundo o CNID, é preciso "bom senso para que todos possam fazer o seu trabalho", já que a liberdade de informação "não pode ser comprimida".

A entidade sublinhou ainda que "alguns clubes manifestaram a intenção de reduzir quase a zero a presença de jornalistas independentes, nomeadamente no caso dos repórteres-fotográficos", e que é necessário alcançar um "consenso" que satisfaça todas as partes.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 978.448 mortos e quase 32 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.931 pessoas dos 71.156 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.