Os atletas participantes nos Jogos da Commonwealth, que decorrerão em Birmingham, em 2022, serão autorizados a ajoelhar-se em sinal de apoio ao movimento “Black Lives Mater”, anunciou hoje o diretor geral da competição, David Grevemberg.

“O movimento ‘Black Lives Mater’ [as vidas negras importam] está a desafiar as instituições e as pessoas a olharem para dentro e a perceberem o que podem fazer para um mundo mais justo. O desporto não é diferente disso”, disse Grevemberg, considerando que a ligação entre os direitos humanos e o desporto “não é uma moda passageira”.

Os Jogos da Commonwealth, conhecidos como ‘Jogos Amigáveis’ têm uma tradição de tolerância em relação à liberdade de expressão. Em 1994, a australiana Cathy Freeman festejou o ouro nos 200 e 400 metros com uma bandeira aborígene, em manifestação de apoio ao povo nativo do país.

O movimento ‘Black Lives Matter’ surgiu nos Estados Unidos e está a alastrar a muitos países, após a morte do afro-americano George Floyd, em 25 de maio, em Minneapolis, depois de um polícia branco lhe ter pressionado o pescoço com um joelho durante cerca de oito minutos numa operação de detenção.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.