O senegalês Lamine Diack, antigo presidente da Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF), foi inculpado em França, no âmbito das investigações sobre suspeitas de corrupção à margem da candidatura de Doha aos Mundiais de atletismo.

Segundo a France Presse (AFP), que cita fontes judiciais ligadas ao processo, Diack foi inculpado em março, tal como o catari Yousef Al-Obaidly, 'patrão' do grupo media do Qatar BeIn.

Os juízes de instrução financeira inculparam Al-Obaidly por corrupção ativa a 28 de março, segunda a mesma fonte judicial. Quanto a Diack, passou a ser acusado de corrupção passiva, um dia antes daquela acusação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.