Uma dúzia de antigas e atuais recordistas portuguesas testemunhou hoje o lançamento do livro "Os recordes nacionais do atletismo português", iniciativa integrada nas comemorações dos 100 anos da Federação Portuguesa de Atletismo (FPA).

Propositadamente lançado hoje, dia internacional da Mulher, o livro é um repositório de todas as marcas e muitas das histórias a elas ligadas, desde que começaram os registos estatísticos da modalidade, em 1934.

O livro segue o projeto para os recordes masculinos, lançado há 12 anos, e foi iniciativa do jornalista Sequeira Andrade, que morreu sem o concluir, em 2019. Viria a ser concluído por Manuel Arons de Carvalho, também ele jornalista e figura maior da estatística de atletismo.

O Palácio do Egito, em Oeiras, contou com 'ilustres convidadas' como Fernanda Ribeiro e Inês Henriques, que chegaram a ser recordistas mundiais, Lorene Bazolo, a mais recente recordista lusa, Marta Onofre, Teresinha Vaz e Eva Vital, entre outras. Houve mesmo ocasião para encontros invulgares, como o de Eulália Mendes, pioneira das barreiras e primeira recordista, e Cátia Azevedo, a atual recordista dos 400 metros barreiras.

"Somos uma modalidade com registos, que nos permitem comparar épocas e medir progressos", disse na apresentação da obra Jorge Vieira, presidente da Federação Portuguesa de Atletismo, acrescentando: "Com este livro, vamos poder folhear a história do nosso atletismo, a evolução das mulheres no nosso deporto, que provaram com o seu desempenho, mais do que com qualquer celebração que se possa fazer no Dia da Mulher, o valor da mulher no desporto e na representação nacional.”

Ao longo de 340 páginas, são muitos os factos e grandes momentos enunciados, com histórias que reforçam a importância dos melhores recordes. A obra pode ser adquirida na loja online da FPA.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.