O coordenador técnico de atletismo do Sporting, Carlos Silva, assumiu hoje a satisfação com a vitória no setor feminino e o pódio masculino na Taça dos Clubes Campeões Europeus de corta-mato, na Aldeia das Açoteias, em Albufeira.

“O balanço que fazemos desta jornada é positivo. Revalidámos o título europeu feminino, numa prova interessante, e chegámos ao pódio masculino, que já nos dá acesso a esta competição no próximo ano. Mesmo as juniores correram ao nível que esperávamos”, afirmou Carlos Silva.

O Sporting venceu pela segunda vez consecutiva a competição feminina, terminou em terceiro no setor masculino, falhando a revalidação do título masculino, e foi sexto na prova de sub-20 feminina.

Fancy Cherono venceu individualmente a prova feminina e Davis Kiplangat, que tinha vencido em Mira, em 2018, terminou no segundo lugar a competição masculina.

“As provas de hoje mostraram uma luta mais aberta e competitiva, especialmente no setor masculino, com as equipas do sul da Europa a mostrarem o seu valor. Nós temos uma equipa com atletas de longevidade considerável e temos que gerir a sua forma e apresentar os melhores em cada momento. Não chegámos ao título, como esperávamos, mas lutámos”, analisou Carlos Silva.

O responsável técnico ‘leonino’ realçou o aparecimento de alguns valores na equipa ‘verde e branca’: “Nós sentimos que necessitamos renovar, temos aqui o Miguel Marques, o primeiro a subir à equipa principal, mas temos outros jovens que estão a subir para chegar a esse ponto. As nossas jovens hoje não se suplantaram, mas temos muita esperança nelas”,

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.