A segunda edição das Corridas Virtuais do Maratona Clube de Portugal (MCP) contou com 10.000 inscritos, facto que permitiu a oferta do mesmo número de litros de leite à Rede de Emergência Alimentar.

“É mais um desafio superado que dá seguimento ao objetivo maior do clube: promover a prática de desporto e de um estilo de vida saudável, afinal foram corridos 153.170 kms, em 25.566 horas, mesmo perante as circunstâncias. De realçar a participação da Mimosa, que permitiu ajudar a Rede de Emergência Alimentar com 10.000 litros de leite, um litro por cada participante único”, regozijou-se o presidente do MCP, Carlos Moia.

Segundo o MCP, os atletas do “Correr para Ajudar” competiram, em média, em quatro das cinco provas, o que se traduz num total de 40.000 participações num novo modelo de provas, virtuais, popularizadas perante as restrições impostas pela pandemia da covid-19.

Com inscrição gratuita, estiveram disponíveis três corridas de 10 quilómetros e duas de cinco, sendo que entre os participantes estavam 500 estrangeiros oriundos de 58 países, destacando-se os alemães, brasileiros, espanhóis, franceses e britânicos.

“A mobilização de toda a sociedade neste momento tão difícil reveste importância acrescida e contribui para a coesão social”, elogiou a presidente da Federação dos Bancos Alimentares contra a Fome, Isabel Jonet.

A responsável acrescenta que esta iniciativa, à qual se juntaram outras entidades, “permitirá garantir a muitas famílias que ficaram sem recursos ou apoios, produtos alimentares, de que necessitam em especial leite”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.