Os campeonatos do mundo de meia maratona, agendados para 29 de março, em Gdynia, na Polónia, foram hoje adiados para 17 de outubro, devido “à incerteza provocada pela disseminação internacional do novo coronavírus”, anunciou hoje a World Athletics.

“A atual situação internacional comprometeu seriamente este evento, uma vez que muitos países estão a restringir viagens internacionais, evocando quarentenas e advertindo os cidadãos e organizadores de eventos para evitar eventos com muito público”, lê-se no comunicado do organismo que rege o atletismo mundial.

A entidade, antigamente designada IAAF, salienta que, “primeiro e acima de tudo, foi considerada a saúde e o bem-estar dos atletas, oficiais e espetadores na tomada de decisão”.

“Esta semana, trabalhámos com o comité organizador local para encontrar uma data alternativa, apropriada para a cidade anfitriã e para os atletas de elite, pelo que concordámos em 17 de outubro deste ano”, acrescentou a World Athletics.

Os Mundiais de meia maratona vão contar com uma prova popular, que tinha uma participação prevista de 25 mil atletas.

O português Rui Pinto já tinha alcançado mínimos para a competição, com o 21.ª lugar na meia maratona de Barcelona, com o tempo de 1:03.07 horas, que lhe garantiu também a qualificação para os Europeus de 2020, marcados para Paris, entre 26 e 30 de agosto.

Os mínimos para os Mundiais estão fixados em 1:04.30 para os homens e 1:13.30 para as mulheres.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.