As seleções dos Estados Unidos para os Jogos Olímpicos de Tóquio, adiados por causa da pandemia de COVID-19, foram remarcadas para 18 a 27 de junho de 2021, em Eugene, anunciou a Federação de atletismo norte-americana (USATF).

Os 'Trials' - assim são conhecidos esses campeonatos - deviam disputar-se a meio de junho deste ano, mas a pandemia e o avolumar de vários problemas levaram o Comité Olímpico Internacional a adiar os Jogos por um ano, mais exatamente para o período entre 21 de julho e 08 de agosto de 2021.

É com base nestes 'Trials' que a seleção se forma, sendo convocados os três primeiros naquele momento, mesmo que não sejam aqueles que tenham as melhores marcas no ano, uma situação que já chegou a deixar recordistas mundiais de fora dos Jogos.

Nestes campeonatos vai-se estrear o novo estádio do ‘campus’ da Universidade do Oregon, palco dos Mundiais de 2022, que acabaram por ser também adiados de 2021, devido à remarcação de Tóquio2020.

Com a declaração de pandemia, em 11 de março, inicialmente alguns eventos desportivos foram disputados sem público, mas, depois, começaram a ser cancelados, adiados – nomeadamente os Jogos Olímpicos Tóquio2020, o Euro2020 e a Copa América – ou suspensos, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais de todas as modalidades.

A nível global, segundo um balanço da AFP, a pandemia de COVID-19 já provocou mais de 174 mil mortos e infetou mais de 2,5 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 567 mil doentes foram considerados curados.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (43.200) e mais casos de infeção confirmados (mais de 804 mil) do novo coronavírus, detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.