O presidente da Federação de Triatlo de Portugal (FTP), Vasco Rodrigues, afirmou esta quinta-feira que a prova de duatlo do circuito Powerman que vai decorrer em Mafra pode retirar o duatlo do esquecimento dos últimos anos.

"O duatlo tem sido uma modalidade esquecida no panorama nacional e trazer esta prova até Portugal é também uma forma de tentar dar mais destaque e dinâmica a esta especialidade", disse Vasco Rodrigues, em entrevista à Lusa, a propósito da prova que está agendada para 15 de fevereiro no município de Mafra.

O líder da FTP lembra que Portugal tem sido "palco dos principais circuitos de triatlo" e que organizar este evento pode iniciar uma nova era no duatlo, "modalidade que esteve na origem dos excelentes resultados que alcançámos no triatlo", relembra.

O Powerman é uma prova internacional de duatlo que é disputada em média distância, com 10 quilómetros a correr, 60 de ciclismo e 10 novamente a correr, e longa distância, com 10 quilómetros a correr, 150 de ciclismo e mais 30 a correr.

Em Mafra, no dia 16, a prova principal, e a contar para o campeonato Powerman, terá como formato a distância de 10 quilómetros de corrida, 60 de ciclismo e mais 10 de corrida, havendo ainda uma prova aberta, com distâncias reduzidas a metade, e uma prova para crianças.

Na prova portuguesa estarão presentes sete dos dez melhores atletas do circuito masculino de 2019, entre os quais Daan de Groot, da Holanda, e Peter Ellis, da Grã Bretanha, e três das dez melhores atletas no setor feminino, num pelotão que contará também com atletas nacionais, entre os quais estará José Estrangeiro, triatleta e duatleta internacional, residente na Ericeira e que participou em todos os duatlos realizados em Mafra.

*Artigo corrigido às 11h48

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.