Usain Bolt só há um mas cada dia aparecem mais candidatos ao trono do melhor velocista de sempre. O novo talento da velocidade chega do Botswana e as semelhanças com o jamaicano são por demais evidentes: a forma de correr, as provocações aos adversários e alguma arrogância em pista.

Foi sem qualquer surpresa que Letsile Tebogo arrebatou o ouro nos Mundiais de sub-20 e revalidou o título nos 100 metros. O velocista de 19 anos confirmou o favoritismo e ganhou com muita à-vontade, batendo o recorde do Mundo na categoria, com 9,91 segundos, naquele que é o o 50.º melhor tempo da história. Muitos especialistas do atletismo dizem que se não tivesse abrandado, teria feito 9,91... aos 19 anos.

Tebogo melhorou em três centésimos o recorde mundial da categoria (9,94), que estabeleceu em 15 de julho nos Mundiais absolutos, disputados em Eugene, nos Estados Unidos, competição na qual chegou às meias-finais.

Foi a terceira vez este ano, aos 19 anos, que o velocista do Botswana correu abaixo dos 10 segundos, depois de ter feito 9,96, a 30 de abril no Meeting Internacional de Gaborone, no Botswana.

As comparações com Usain Bolt são quase naturais e Tebogo ainda dá uma 'ajuda'. Por exemplo, na final do Mundial que decorreu em Cali, o jovem do Botsuana imitou o ícono do hectómetro e fez os últimos 30 metros a olhar e a apontar para o segundo colocado, o jamaicano Bouwahjgie Nkrumie, como Usain Bolt fez com o jamaicano André De Grasse, nos 200 metros dos Jogos Olímpicos de 2016.

"Se alguém entendeu como uma falta de respeito, lamento imenso. Quis que os fãs e quem estava em casa a ver se lembrassem um pouco do Usain Bolt. É o meu ídolo, a pessoa em que me inspiro", assumiu, no final, quando questionado se não estaria a faltar ao respeito aos adversários pela forma como terminou a final.

Letsile Tebogo quer construir o seu caminho no atletismo mas há muito que escolheu o seu modelo. Desde cedo que vem trabalhando a sua técnica mas sempre a olhar para o seu ídolo, imitando Usan Bolt até na alimentação. Tebogo também tem a passada larga de Bolt, a saída explosiva e arrogância em pista, de quem sabe que é melhor.

"Admiro-o! Acrescentei a aquilo que aprendi nos meus treinos tudo o que sabia dele, incluindo a sua dieta", confessou o jovem velocista. Quando Tebogo tinha cinco anos (nasceu em 2003), o seu ídolo brilhava nos Jogos Olímpicos de 2012 em Pequim.

Com apenas 17 anos de idade, correu os 100 metros em 10,14 em 2021, batendo o recorde nacional na categoria. A marca é o melhor registo de sempre de um menor de 18 anos, ultrapassando os 10,15 que o norte-americano Anthony Swartz fez, a 31 de março de 2017.

Letsile Tebogo campeão do Mundo nos 100 metros em sub-20
Letsile Tebogo campeão do Mundo nos 100 metros em sub-20

Do futebol para o atletismo

Letsile Tebogo nasceu a sonhar com o futebol. Aos seis anos, era de bola nos pés que sonhava construir uma carreira mas a sua velocidade em campo colocou-o no trilho do atletismo. Durante uns tempos, andou entre o futebol e o atletismo. Mas no futebol, confessa, passava mais tempo no banco que em campo. E isso ajudou-o muito na hora de escolher.

"No futebol deixavam-me quase sempre no banco, fiquei frustrado. E isso levou-me de volta ao atletismo, porque senti que era a modalidade que me permitiria colocar comida na mesa da minha família", confessou, em entrevista 'Runblogrun.com.'

Depois de alguns títulos escolares no Botswana, Tebogo deu conta que podia fazer do atletismo a sua vida: "Não liguei muito ao atletismo até cerca de 2019 quando percebi que podia ser profissional".

O mundo do atletismo já não pode perder de vista Letsile Tebogo, o novo fenómeno da velocidade.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.