Liliana Cá, no lançamento do disco, e Salomé Afonso, nos 1.500 metros, conseguiram hoje os melhores resultados dos portugueses que competiram no 'meeting' de atletismo de Soteville, Rouen, ao concluírem na segunda posição.

Mais uma vez para lá dos 60 metros, atingindo hoje os 63,26, Liliana Cá acabou por ser surpreendida pela menos cotada Daisy Osakue, de Itália, que conseguiu enviar o disco a 63,36.

Em terceiro ficou a cubana Denia Caballero, atleta do Torreense, com 61,15 metros.

Caballero reside há três semanas em Portugal, depois de ter abandonado um estágio nacional do seu país.

Salomé Afonso, atleta olímpica há dois anos, tal como Liliana Cá, continua a perseguir o apuramento para o Mundial de Budapeste deste ano e os 4.08,68 de hoje podem ser uma ajuda, para o acesso por ranking.

A portuguesa só foi batida pela queniana Lydia Lagat, vencedora em 4.07,80 minutos.

Nos 400 metros barreiras, Fatoumata Diallo conseguiu o seu segundo melhor registo de sempre, com 55,95 segundos.

A barreirista lusa reforça assim a sua posição na zona de apuramento para Budapeste2023.

Os 16,25 de hoje, com vento irregular, só deram para o sexto lugar. Com vento regular, saltou 15,06, a cerca de dois metros do seu recorde pessoal.

O vencedor foi Hugues Fabrice Zango, do Burkina Faso, com 17,61 (vento irregular de 2,6 m/s), mais um metro do que o australiano Julian Konle.

Lorene Bazolo foi sexta nos 100 metros, com 11,60 segundos, e o cubano do Benfica Roger Iribarne triunfou nos 110 metros barreiras, com 13,53 segundos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.