O atleta queniano Daniel Wanjiru, vencedor da maratona de Londres em 2017, foi suspenso preventivamente por irregularidades relativas ao seu passaporte biológico, anunciou hoje a Unidade de Integridade do Atletismo (AIU na sigla em inglês).

“A AIU suspendeu preventivamente o especialista em maratonas Daniel Wanjiru, natural do Quénia, com efeitos imediatos, por violação do passaporte biológico de atleta ao abrigo das regras antidoping da World Athletics”, refere a organização em comunicado.

A acusação contra o maratonista de 27 anos é "a utilização de uma substância/método proibido".

Além do triunfo na maratona de Londres em 2017, Daniel Wanjiru ficou em oitavo lugar no Campeonato do Mundo no mesmo ano, antes de terminar em quinto na maratona de Nova Iorque, em 2018.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.