As portuguesas estiveram sempre na frente da corrida, primeiro por Rivinilda Mentai, depois Joyciline Monteiro, enquanto no terceiro percurso foi Cátia Azevedo, que teve forte aproximação da equipa argentina, e finalmente Dorothée Évora aguentou o ataque final das sul-americanas, garantindo o triunfo português em 3.36,49 minutos.

O quarteto da Argentina completou a prova em 3.36,99 e a Espanha em 3.38,22.

Nesta prova de estafeta notou-se bem alguma quebra de Cátia Azevedo, a única das portuguesas que correu uma prova individual e que conquistou o ouro nos 400 metros. As restantes, apesar de estarem inscritas em provas individuais acabaram por não correr, uma opção técnica que permitiu a única medalha de ouro de uma estafeta portuguesa em Campeonatos Ibero-Americanos.

Além das medalhas de outro, Portugal fechou os campeonatos com mais quatro medalhas, das quais duas de prata – Tsanko Arnaudov no peso masculino e Susan Costa no triplo salto feminino – e duas de bronze - Ricardo Santos nos 400 metros e Irina Rodrigues no lançamento do disco.

O registo de seis medalhas é o segundo maior nas edições desde 2000 em Ibero-Americanos realizados na América do Sul, depois das nove conquistas em 2000, no Rio de Janeiro. Apenas nas edições ibéricas Portugal fez melhor, com 13 em 2004, em Huelva, e em 2010, em San Fernando.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.