Carla Salomé Rocha, do Sporting, foi hoje desclassificada pela Federação Portuguesa de Atletismo (FPA) da prova dos 10.000 metros dos campeonatos de Portugal, disputa na sexta-feira, com o título a ser entregue à sua companheira de equipa Sara Moreira.

De acordo com um comunicado da FPA, no final da corrida, disputada na Pista Municipal da Maia, “constatou-se uma situação que viola a regra 5 (utilização de calçado homologado) da World Athletics, prontamente esclarecida pela atleta Salomé Rocha e pelo seu treinador, Rui Ferreira”.

“Inadvertidamente, utilizou um modelo de sapatos de corrida que não está homologado para provas de pista (...) o que implica a desclassificação e não homologação do resultado da atleta Salomé Rocha”, adianta a federação, esclarecendo que atleta e treinador “reconheceram o erro”.

Face à desclassificação de Carla Salomé Rocha, que tinha triunfado em 32.49,93 minutos, é “considerada campeã de Portugal de 10.000 metros da época 2019/2020 a sportinguista Sara Moreira (33.04,94 minutos), seguida de Carla Martinho, do Recreio de Águeda (34.19,72), e Sara Duarte, do S. João da Serra (35.19,34)”.

Na competição masculina, a vitória foi de Samuel Barata, do Benfica, que se sagrou campeão pela segunda vez, depois do título conseguido em 2015, ao completar a distância em 28.30,73 minutos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.