Samuel Barata sagrou-se este sábado pela segunda vez campeão nacional de estrada de atletismo, depois da vitória em 2018, e revelou que o segredo para aparecer bem nesta fase foi a preparação psicológica.

"Sabia que estava bem, porque vinha de duas provas muito boas. Fiz a preparação para a maratona de Valência, que apesar de me ter corrido mal deixou os efeitos do treino. Portanto, só tive de me concentrar e trabalhar psicologicamente", disse o atleta do Benfica, depois da vitória no Complexo Desportivo do Jamor, adiantando que os 10 quilómetros que compõem o percurso são "muito difíceis, táticos e com muita gente que quer ganhar".

Na elite feminina, Carla Salomé Rocha conseguiu o seu primeiro título de campeã nacional e disse tratar-se de um momento "especial".

"É o primeiro título nacional de estrada e tem sempre um sabor especial", começou por dizer a atleta do Sporting, que explicou que foi fundamental a companhia das colegas leoninas, Ana Catarina Ribeiro e Jéssica Augusto, e que no final a sorte acabou por lhe sorrir.

Para 2020, a atleta do Sporting espera que este triunfo possa ser o vaticínio de um ano de sucessos, com os Jogos Olímpicos Tóquio2020 como objetivo maior.

"Eu e o meu treinador costumamos traçar um objetivo de cada vez, mas estamos em ano de Jogos, tenho mínimos na maratona, e quero marcar presença. No entanto, sabemos que temos grandes atletas nacionais e vamos todas tentar lutar por uma presença em Tóquio", terminou.

O Campeonato Nacional de Estrada decorreu esta sábado em Oeiras e, além das vitórias de Samuel Barata e Carla Salomé Rocha, consagrou também o Benfica como campeão nacional de estrada em masculinos e o Sporting em femininos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.