1700 inscritos entre atletas federados e populares, sete litros de água para cada um, 65 técnicos entre enfermeiros, fisioterapeutas e massagistas, 25 médicos e dez carros ambulâncias de suporte avançado são os números da 62ª "São Silvestre" que vai decorrer dia 31 de dezembro, em Luanda.

Os dados foram avançados à Angop, na noite de quarta-feira, em Luanda, pelo coordenador pelas emergências médicas da competição anual, João Mulima, tendo acrescentado que, no total, estarão em serviço 90 profissionais de saúde.

Para prevenir casos que exijam cuidados médicos, o responsável aconselhou os populares a não se juntarem ao pelotão dos atletas federados, pelo que devem pautar pelo espírito de recriação porque, eventualmente, a sua preparação tenha sido menos rigorosa.

O também Diretor do Cento de Medicina Desportiva disse ser inadequado no dia da corrida o uso de roupas desconfortáveis, de bebida alcoólica e comidas com muita gordura. É importante que o concorrente tenha a máxima certeza que está bem de saúde e que pode correr os 10 quilómetros de percurso.

A “São Silvestre” inicia às 17 horas do dia 31 deste mês. Os atletas partem do largo da Mutamba e terminam no campo dos Coqueiros em Luanda.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.