Os portugueses Daniel Pinheiro, Doroteia Peixoto e Vera Nunes vão correr no domingo nas provas da 36.ª edição da maratona internacional de Macau, foi hoje anunciado.

No conjunto da maratona (42,1 km), da meia-maratona (21,09 km) e da mini maratona (5,5 km), estão inscritas 12.000 pessoas – mais duas mil do que em 2016 – oriundas de mais de 50 países e territórios, presidente do Instituto de Desporto (ID), Pun Weng Kun, entidade que coorganiza aquele que é um dos maiores eventos desportivos de Macau.

Para os três atletas portugueses trata-se de um regresso a Macau, sendo que Daniel Pinheiro e Doroteia Peixoto vão tentar voltar a subir ao primeiro lugar do pódio na meia-maratona, após as vitórias conquistadas em 2014 e 2016, respetivamente, enquanto Vera Nunes vai participar na maratona, depois de ter sido sexta classificada no ano passado.

“Espero conseguir este ano um resultado idêntico (ao de 2014). Vou fazer por isso, pois é sempre bom um português ganhar nestas terras longínquas, mais ainda com a história que Portugal deixou aqui”, afirmou Daniel Pinheiro, à margem da conferência de imprensa da maratona internacional de Macau.

Doroteia Peixoto também vai correr pelos primeiros lugares do pódio, depois de ter vencido a meia-maratona de Macau no ano passado. “Ganhei no ano passado e gostava de voltar a ganhar este ano”, sublinhou a atleta.

Já Vera Nunes, vai correr a prova principal, a maratona, que quer acabar “entre as 10 primeiras”, embora a concorrência seja “bastante forte”. Na sua opinião, terá vantagem “quem se adaptar melhor à humidade”.

Relativamente ao circuito, os três atletas lusos consideraram-no “bom para fazer marcas”, por ser “praticamente todo plano e rápido”, sendo unânimes em identificar as subidas nas pontes incluídas no percurso como a parte “mais difícil”.

Além dos portugueses, também participam na meia-maratona atletas de vários países lusófonos, casos de Romenio de Deus Maia (Timor-Leste), Nelson da Cruz (Cabo Verde), Tonderai Afonso (Moçambique) e Simão Manuel (Angola), bem como Sandra Teixeira (Cabo Verde), Adelaide Machado (Angola) e Nélia Martins (Timor-Leste).

De novo em Macau, a convite da organização, encontra-se também a campeã olímpica e mundial portuguesa Rosa Mota, que ganhou a mini maratona em 2016, mas não irá correr este ano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.