Tsanko Arnaudov (Benfica) melhorou hoje o recorde nacional do lançamento do peso em pista coberta, com 21,27 metros, no seu quarto ensaio no Nacional de Clubes de atletismo, em Pombal.

Depois de um nulo, de 20,85 e de 20,86 metros – igualando a melhor marca nacional do ano -, Tsanko Arnaudov lançou a 21,27 metros, batendo o recorde de 21,08, que já lhe pertencia desde março de 2017, quando alcançou a marca, em Belgrado.

“Correu da melhor forma. Eu vim com o objetivo de bater o recorde nacional, além de garantir os oito pontos, porque queremos sair daqui como campeões nacionais. Já é a sexta ou sétima prova esta época em que conseguia passar [21 metros] no aquecimento e depois havia uma contração. Trabalhei muito com psicólogos para superar isso e aqui está um dos resultados”, afirmou o lançador ‘encarnado’.

Qualquer um dos lançamentos válidos de Arnaudov assegurava mínimos para os Mundiais de pista coberta (20,8), a disputar em Birmingham, entre 01 e 04 de março, para os quais já estava apurado, juntamente com Cátia Azevedo (Sporting), nos 400 metros, Lorene Bazolo (Sporting), nos 60 metros, e Nelson Évora (Sporting), no triplo salto.

“Ainda faltam duas semanas, mas é óbvio que preparo o meu pico de forma para essa competição. Vai ser uma luta dia a dia e vou dar o meu melhor. Não é só o resultado de hoje, mas a sequência de resultados que me deixam mais confiantes, porque é a primeira época que faço tantos lançamentos acima dos 20 e tão cedo dos 21”, explicou.

Questionado sobre a possibilidade de melhorar este registo nos Mundiais, Tsanko Arnaudov foi pragmático: “Não é mais do que o meu trabalho, eu entro em competição para dar o meu melhor e compito comigo.”

“O meu objetivo é superar-me e depois vejo o resultado dos outros”, concluiu o também recordista ao ar livre, com 21,56.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.