O ugandês Joshua Cheptegei bateu hoje em Valência o recorde do mundo dos 10.000 metros, com a marca de 26.11,00 minutos, retirando assim da lista de máximos o etíope Kenenisa Bekele.

O atual campeão do mundo, de 24 anos, esteve sempre em ritmo para recorde, superando em seis segundos e meio o tempo de Bekele (26.17,53), feito em agosto de 2005 em Bruxelas.

Cheptegei já tinha conseguido o recorde dos 5.000 metros e também à custa de Bekele - foi a 14 de agosto, no Mónaco, com o 'crono' de 12.35,36 minutos.

Minutos antes, o estádio Túria, de Valência, já tinha assistido à queda de outro máximo mundial, o dos 5.000 metros em femininos, através da etíope Letensebet Gidey.

Cheptegei, que até hoje era apenas o 18.º mais rápido em 10.000 metros, teve agora as condições ideais para uma corrida muitíssimo rápida.

A agência holandesa Global Sports Communication, que gere a carreira do ugandês, organizou esta sessão de Valência e recorreu a três 'lebres' de grande qualidade, montando um sistema eletrónico que informava o tempo ao longo da pista.

Por outro lado, os recordes de hoje relançam a discussão sobre as novas 'sapatilhas mágicas', sobretudo as da Nike. Os novos modelos da empresa, que foram autorizados pela World Athletics, têm sido apontados como tendo forte influência na qualidade das marcas de alto nível obtidas esta época no meio-fundo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.