A França, que bateu a Lituânia por 78-75, e a Austrália, vencedora face à República Dominicana por 82-76, qualificaram-se hoje para os quartos de final do 18.º Mundial de basquetebol, na China.

Os Estados Unidos, que também mantiveram a invencibilidade (69-53 à Grécia), ficaram muito perto, enquanto a República Checa, ao quebrar a do Brasil (93-71), relançou-se, deixando em grandes dificuldades ‘canarinhos’ e helénicos.

Gauleses e australianos juntaram-se a Espanha, Sérvia, Argentina e Polónia, que haviam selado na sexta-feira o apuramento, também no primeiro jogo da segunda fase.

No Grupo L, os franceses desperdiçaram uma vantagem que chegou a ser de 17 pontos (59-42, já na segunda parte), ficando em desvantagem após sofrerem um parcial de 15-3 no início do quarto período, mas ainda reagiram a tempo de selarem o apuramento.

O base Nando De Colo foi a grande figura dos gauleses, ao marcar 21 pontos, incluindo um ‘triplo’ que colocou a sua equipa a vencer por 73-72, a 2.39 minutos do fim, e um ‘tiro’ de dois que selou o resultado, com 15 segundos para jogar.

Por seu lado, Jonas Valanciunas, com 18 pontos e oito ressaltos, foi o mais eficaz dos lituanos, que poderiam ter forçado o prolongamento, caso Jonas Maciulis não tivesse falhado um ‘triplo’ nos últimos instantes.

No outro encontro do agrupamento, a Austrália teve forte oposição da República Dominicana, mas segurou a invencibilidade, muito por culpa de Patty Mills (19 pontos e nove assistências) e Chris Goulding (15 pontos).

No Grupo K, nada ficou definido, face ao triunfo da República Checa sobre o Brasil, mas os checos estão em excelente posição para selarem o apuramento, tal como os Estados Unidos, que venceram sem grandes dificuldades uma desinspirada Grécia.

Kemba Walker, com 15 pontos, e Donovan Mitchell, com 10, foram os únicos jogadores que marcaram na casa das dezenas nos norte-americanos, que ao intervalo já venciam por 38-25, enquanto Derrick White e Harrison Barnes marcaram nove cada qual.

Na formação grega, Giannis Antetokounmpo, o ‘Jogador Mais Valioso’ (MVP) da última época regular da NBA, liderou os helénicos, com 15 pontos e 13 ressaltos.

A República Checa também não teve problemas para superar o Brasil, num jogo de grande inspiração do base Tomas Satoransky, autor de 20 pontos, nove assistências e sete ressaltos, secundado por Ondrej Balvin (15 pontos e 11 ressaltos).

Na última ronda, na segunda-feira, os Estados Unidos podem perder por 21 pontos com o Brasil, ou por mais, se os checos cederem face à Grécia, enquanto a República Checa só falhará os ‘quartos’ ser fora derrotada por 11 ou por qualquer resultado, no caso de os ‘canarinhos’ superarem os norte-americanos.

Em relação aos jogos de classificação, entre o 17.º e o 32.º, a Nova Zelândia bateu o Japão por 111-81, o Canadá superou a Jordânia por 126-71, a Turquia ganhou a Montenegro por 79-74 e a Alemanha venceu o Senegal por 89-78.

A 18.ª edição do Mundial de basquetebol prossegue no domingo, dia em que os jogos Espanha-Sérvia, do Grupo J, e Polónia-Argentina, do Grupo I, vão determinar os cruzamentos entre estes dois agrupamentos nos quartos de final.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.