A Liga norte-americana de basquetebol (NBA) regista, desde 23 de junho, um total de 25 casos positivos confirmados entre os 351 jogadores testados à covid-19, tendo hoje anunciado mais nove casos.

A caminho do regresso à competição, em 30 de julho, no estado da Florida, a NBA revelou que além dos jogadores, também há 10 casos confirmados entre membros de equipas técnicas.

Todos os infetados continuarão em isolamento e não poderão juntar-se ao regresso aos trabalhos das equipas, reforçou a NBA em comunicado conjunto com o sindicato dos basquetebolistas.

A edição 2019/20 da NBA vai ser retomada no ESPN Wide World of Sports Complex, em Orlando, na Florida, com 22 equipas, nove da Conferência Este e 13 da Conferência Oeste, as 16 presentemente em lugar de acesso aos ‘play-offs’ e as seis que estão a menos de seis triunfos do oitavo colocado de cada uma das conferências.

Em Orlando, estarão, pelo Este, Milwaukee Bucks, Toronto Raptors, Boston Celtics, Miami Heat, Indiana Pacers, Philadelphia 76’ers, Brooklyn Nets, Orlando Magic e Washington Wizards.

Pelo Oeste, os apurados são Los Angeles Lakers, Los Angeles Clippers, Denver Nuggets, Utah Jazz, Oklahoma City Thunder, Houston Rockets, Dallas Mavericks, Memphis Grizzlies, Portland Trail Blazers, New Orleans Pelicans, Sacramento Kings, San Antonio Spurs e Phoenix Suns.

De fora, ficaram Charlotte Hornets, Chicago Bulls, New York Knicks, Detroit Pistons, Atlanta Hawks e Cleveland Cavaliers, do Este, e Minnesota Timberwolves e Golden State Warriors, do Oeste.

A época 2019/20 tinha sido suspensa em 11 de março, devido à pandemia de covid-19.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (128.062) e mais casos de infeção confirmados (mais de 2,68 milhões).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.