Donald Trump interviu para permitir que os jovens basquetebolistas da UCLA voltem aos Estados Unidos. O presidente dos Estados Unidos falou com Xi Jinping, presidente da China para permitir que os jogadores voltem ao seu país.

Segundo avança a Associated Press, o líder do país norte-americano revelou que a conversa com Xi Jinping correu muito bem.

"Estão a trabalhar nisso neste momento", referiu Trump aos jornalistas nas Filipinas, enquanto preparar o regresso a Washington, depois de uma visita de quase duas semanas à Ásia. "Ele tem sido fantástico", disse o milionário.

Recorde-se que, na passada segunda-feira, o porta-voz do ministro dos negócios estrangeiros, Geng Shuang, afirmou que três americanos estavam a ser investigados na cidade de Hangzou por, alegadamente, terem cometido furtos.

"A China vai lidar com este caso, de acordo com a lei e proteger os direitos e interesses das pessoas envolvidas", revelou Geng.

As autoridades chineses detiveram três caloiros da UCLA para interrogá-los sobre possível furto em lojas antes de um jogo contra os Georgia Tech, em Xangai. A equipa da UCLA regressou aos Estados Unidos sem eles no passado sábado.

O Los Angeles Times identificou os jogadores como Cody Riley, Jalen Hill e LiAngelo Ball. Citando uma forte da investigação, o canal desportivo ESPN revelou também poderão ter ficado em Hangzou por "uma semana ou dois", enquanto a situação é resolvida. A mesma fonte revela que existem imagens de videovigilância que mostram os jogadores em três lojas de um centro comercial chinês.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.