O selecionador português de basquetebol, Mário Palma, confia que Portugal pode passar a primeira fase de apuramento para o Europeu de 2015, embora reconheça que Estónia e Holanda, adversárias no Grupo B, são equipas muito fortes.

«Acredito que temos condições para discutir a qualificação e passar para a segunda fase. Eu acredito que podemos fazer isso. Temos de ganhar os dois jogos em casa e vencer um jogo fora. É o que vamos tentar fazer agora, vamos tentar vencer esse jogo», disse Mário Palma, em declarações à agência Lusa.

Portugal estreia-se no Grupo B no domingo, numa deslocação à Estónia, que na quinta-feira perdeu com a Holanda (74-71), na primeira jornada.

«Estas seleção são fortes, Tiveram muito boas participações muito boas no ano passado. Por exemplo, a Estónia ganhou seis jogos na fase de apuramento [para o Eurobasket2013]. A estimativa era que quatro jogos davam para se qualificar, eles ganharam seis e não conseguiram. Acabaram por ser afastados pela Sérvia, que é uma das melhores equipas da Europa. Portanto é uma equipa muito forte, a Holanda também», considerou.

Para Mário Palma, «os jogadores portugueses são muito sérios, trabalham muito», mas têm «uma desvantagem muito grande», porque não participam em competições europeias.

«Estas equipas com que vamos jogar têm uma rotina muito maior do que nossa. Acredito que temos condições para discutir a passagem à próxima fase. No domingo, depois de jogarmos com a Estónia já teremos uma noção muito mais exata do que podemos fazer», referiu.

Nos dois últimos jogos de preparação, Portugal perdeu duas vezes na Alemanha, encontros que, apesar dos resultados desnivelados (72-45 e 87-56), foram bons treinos para Mário Palma.

«Na Alemanha foi difícil, porque é uma equipa muito forte, jogámos em casa deles, com os árbitros deles. Mesmo assim batemo-nos bem, mas tivemos um problema sério, que foi a percentagem de lançamentos, pois falhámos muitos lançamentos. No primeiro jogo defendemos muito bem, no segundo houve apenas 18 horas de descanso e foi difícil recuperar», lembrou.

Além da eficácia ofensiva, Mário Palma considerou que a equipa lusa tem de manter uma capacidade mental e de concentração grande no apuramento, porque em termos físicos e técnicos está pronta.

«Temos de ser capazes de jogar 40 minutos concentrados e não nos desconcentrarmos três ou quatro minutos. Porque contra estas equipas, três quatro minutos de desconcentração, dão 10, 12 pontos de diferença e depois é muito difícil de recuperar», referiu.

Sobre João Gomes “Betinho”, que esteve lesionado e só começou a treinar esta semana, Mário Palma acredita que o extremo vai «ajudar muito» a seleção, apesar de não estar «tão bem como gostaria» o treinador.

O vencedor de cada uma dos quatros grupos da primeira fase de apuramento qualifica-se para as meias-finais. Apenas o vencedor da final tem entrada direta no Eurobasket2015.

Calendário do Grupo B:
- Quinta-feira, 01 ago:
Holanda - Estónia, Den Bosch.
- Domingo, 04 ago:
Estónia - Portugal, Talin.
- Quarta-feira, 07 ago:
Portugal – Holanda, Sines.
- Sábado, 10 ago:
Estónia – Holanda, Talin.
- Terça-feira, 13 ago:
Portugal – Estónia, Coimbra.
- Sexta-feira, 18 ago:
Holanda – Portugal, Leiden.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.