O Brasil mostrou a sua força ao vencer a favorita Grécia por 79-78, esta terça-feira no Mundial de Basquetebol, China-2019, enquanto os Estados Unidos sobreviveram diante da Turquia no prolongamento (93-92), em duas partidas decididas nos segundos finais.

Não faltou emoção em Nanquim, onde o Brasil superou a Grécia, vista por muitos como uma das favoritas ao pódio, e tomou as rédeas do Grupo F.

No último lance do jogo, a Grécia teve a oportunidade de empatar a partida e levar o jogo para a prolongamento, mas Kostas Sloukas errou o último dos três lançamentos, selando o feito brasileiro.

O MVP da NBA, Giannis Antetokounmpo, maior estrela do Mundial de basquetebol, sofreu com a marcação cerrada de Bruno Caboclo e acabou apenas com apenas 13 pontos e quatro ressaltos. Já o veterano Anderson Varejão (36 anos) foi o grande destaque da partida com 22 pontos e 9 ressaltos.

Em Xangai, os Estados Unidos da América, fragilizados pela ausência dos melhores jogadores da NBA, passaram um verdadeiro sufoco diante da Turquia, que só não ficou com a vitória porque desperdiçou quatro lances livres nos últimos segundos com Dogus Balbay e Cedi Osman.

Ersan Ilyasova, MVP do jogo com 23 pontos e 11 ressaltos, ainda teve um lançamento de três quase a terminar para dar a vitória à Turquia, mas a bola não entrou.

O 'Dream Team' treinado por Gregg Popovich, técnico do San Antonio Spurs, já tinha apanhado um susto durante a sua preparação para o Mundial, quando perdeu para a Austrália, mas nunca imaginou que estaria perto da derrota diante de uma seleção que não é tida como uma das favoritas no torneio.

Khris Middelton, responsável pelos lances livres que viraram o jogo nos segundos finais da prolongamento, foi o melhor marcador dos Estados Unidos com 15 pontos, seguido de Kemba Walker (14 pontos, sete assistências).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.