Mike Tyson vai voltar aos ringues, num combate de exibição frente ao compatriota Roy Jones Jr., 51 anos, agendado para o dia 28 de novembro, em Los Angeles, nos Estados Unidos (EUA).

O antigo campeão mundial de pesos pesados, que já não combate há 15 anos, deu uma entrevista à 'Fox News' onde abordou alguns episódios da sua carreira entre eles a famosa agressão a Evander Holyfield: em 1997, num combate entre ambos para o título de campeão do mundo de pesos pesados, Mike Tyson mordeu Holyfield na orelha. Acabou por ser desclassificado.

"Às vezes penso 'não, nunca o faria novamente', mas a verdade é que o faria outra vez. [...] Mordi-o porque queria matá-lo! Estava zangado porque ele tinha-me golpeado na cabeça. Perdi a noção de tudo o que estava em jogo e isso tirou-me do meu plano de luta. A bem ou a mal, não deixo que ninguém me roube a glória", contou o pugilista norte-americano, de 54 anos.

Sempre polémico, Mike Tyson disse recentemente, numa entrevista, que muitos pugilistas dependem do álcool.

"Não podem combater sem beber. Não têm valor, têm que estar bêbados. Não podem fazer esta merda sem o maldito álcool."

Durante a carreira profissional, ‘Iron Mike' combateu 58 vezes, contando com 50 vitórias, 44 delas por ‘knockout'.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.