O ciclista francês Julian Alaphilippe (Deceuninck) venceu hoje a sexta etapa do Critério do Dauphiné, numa chegada em que foi preciso recorrer ao 'photo-finish' para o 'desempatar' do segundo, o austríaco Gregor Mühlberger (Bora-Hansgrohe).

A etapa, de 220 quilómetros, entre Saint-Vulbas e Saint-Michel-de-Maurienne, na Sabóia, foi marcada por uma longa e bem-sucedida fuga, que nada alterou de substancial entre os primeiros lugares da classificação geral, que continua a ser liderada pelo britânico Adam Yates (Mitchelton).

Vencedor de duas etapas no Tour do ano passado e da classificação da montanha, Alaphilippe, de 27 anos, consegue, na véspera da etapa rainha do Dauphiné, o seu 10.º sucesso na época, só que desta vez pela margem mais estreita de sempre, a tal ponto que só foi possível perceber quem ganhou recorrendo ao visionamento da chegada imagem a imagem.

Alaphilippe e Mühlberger escaparam logo no 12.º quilómetro, na companhia do italiano Alessandro de Marchi (CCC), que descolou na oitava e última das subidas desta longa tirada, corrida em parte sob chuva.

O tempo creditado ao vencedor foi de 6:00.54 horas e a 12 segundos chegou Marchi. A 6.10 minutos entrou o primeiro pelotão, com o belga Wout van Aert (Jumbo) a comandá-lo e Adam Yates integrado.

José Gonçalves (Katusha) entrou em 110.º, num grupo mais atrasado, a 18.49 minutos. Na geral, caiu 15 lugares, para 64.º, a 22.38 do camisola amarela.

Adam Yates continua com quatro segundos de vantagem para o belga Dylan Teuns (Bahrain) e seis em relação ao norte-americano Tejay van Garderen (EF Education First).

No sábado, a etapa termina com uma subida inédita de Pipay, na estação de Sept-Laux (Isère). O percurso, de 133,5 quilómetros, passa pelos picos de l'Epine, Granier e Marcieu, antes do duro final de 19 quilómetros e 6,9 % de declive.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.