Os ciclistas António Martins e Francelina Cabral, da Federação Nacional de Ciclismo de Timor-Leste, conquistaram no domingo a medalha de ouro no Bali Moutain Bike Festival e foram hoje recebidos com palmas no aeroporto internacional de Díli.

«Dedico a medalha de ouro a Timor-Leste», afirmou à agência Lusa António Martins, após ter aterrado no aeroporto Nicolau Lobato.

Francelina Cabral, a única mulher timorense a participar naquela prova, disse ser um «grande orgulho» trazer uma medalha de ouro para Timor-Leste e agradeceu todo o apoio que recebeu.

«É a primeira vez que Timor consegue uma medalha de ouro num evento internacional e foi um grande sucesso termos ido a esta competição e conseguirmos dois primeiros lugares com dois ciclistas de Timor», disse Nelson Silva, o português que treina a seleção nacional de ciclismo de Timor-Leste.

Segundo Nelson Silva, aquelas vitórias são o resultado do trabalho realizado nos «últimos dois anos» pela federação de ciclismo.

«Já tem uma base mais sustentável, atletas com maior capacidade, uma estrutura que dá um maior suporte. Espero que com este resultado a federação comece a ter mais patrocínios e apoios», afirmou.

A competição «muito difícil», segundo Nelson Silva, consistiu em percorrer 80 quilómetros à volta do vulcão de Bali com subidas extremas e muito técnicas.

António Martins fez o percurso em 03:51 horas e Francelina Cabral em 04:50 horas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.