A equipa norte-americana BMC venceu hoje o contrarrelógio por equipas da etapa inaugural do Tirreno-Adriatico, com o ciclista italiano Damiano Caruso a vestir a camisola azul de líder da classificação geral individual.

Foi a terceira vez consecutiva que a BMC venceu o ‘crono’ por equipas que abre a prova italiana, com um tempo de 22.19 minutos para percorrer os 21,5 quilómetros em Lido di Camaiore.

O italiano Damiano Caruso, de 30 anos, veste a camisola azul da prova, o que já tinha acontecido no ano passado.

Em segundo lugar no ‘crono’ ficou a australiana Michelton-Scott, a quatro segundos dos norte-americanos, com a britânica Sky a fechar o pódio a 10 segundos.

Em sexto lugar terminou a suíça Katusha-Alpecin, com o português José Gonçalves na equipa, enquanto a espanhola Movistar, de Nelson Oliveira, não foi além do 12.º posto.

A prova ficou ainda marcada por novo 'azar' para o britânico Mark Cavendish (Dimension Data), que caiu durante o 'crono' da sua equipa e sofreu lacerações na face e feridas no braço direito e perna direita. Apesar de ter terminado a etapa, o 'sprinter' de 32 anos foi levado para o hospital.

A participação na segunda etapa ainda não é garantida, com 'Cav' a sofrer nova lesão, após ter abandonado a primeira etapa da Volta a Abu Dhabi devido a uma concussão.

Na quinta-feira, o pelotão volta a sair de Camaiore em direção a Follonica, numa ligação de 167 quilómetros de traçado plano, o primeiro de dois dias que deverão testar os velocistas que marcam presença na prova WorldTour.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.