O ciclista português Rúben Guerreiro (Education First) foi hoje 54.º classificado na primeira etapa do Tirreno-Adriático, enquanto o compatriota Rui Costa (UAE Emirates) obteve a 70.ª posição, numa prova vencida pelo alemão Pascal Ackermann (Bora-Hansgrohe).

Na primeira de oito etapas, marcada por uma queda no pelotão a cerca de 1,5 km da chegada, que atrapalhou a preparação para o sprint, Pascal Ackermann superiorizou-se à concorrência em Lido di Camaiore.

O alemão, com 2.57,55 horas, foi o mais rápido no sprint, depois de 133 quilómetros sem dificuldades, à frente do colombiano Fernando Gaviria (UAE Emirates), segundo colocado, e do dinamarquês Magnus Cort (Education First), terceiro.

Rúben Guerreiro e Rui Costa chegaram no grupo principal e estão a 10 segundos da liderança de Ackermann.

O Tirreno-Adriático é uma prova que serve de preparação para a Volta a Itália, agendada para 03 a 25 de outubro, e conta com vários nomes conceituados do ciclismo mundial, que ficaram de fora da Volta a França, como os britânicos Chris Froome e Geraint Thomas, ambos da INEOS, ou o transalpino Vincenzo Nibali (Trek).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.